fbpx

O que a empresa ganha controlando versão de aplicação?

Quanto maior for a empresa e sua complexidade, controlar o versionamento das suas aplicações está ligado diretamente com o quanto ela quer gastar ou economizar para garantir a continuidade do seu negócio.

Este ganho de dinheiro está diretamente ligado à redução da vulnerabilidade e da redundância de informações, pois sem o controle do que vai para o deploy fica absolutamente impossível saber o que foi publicado, de que maneira e quando.

O mercado reconhece há um bom tempo que para reduzir o downtime de uma aplicação, é vital possuir a rastreabilidade das manutenções. E não existe uma maneira mais assertiva de rastrear as manutenções que não seja com uma ferramenta de versionamento e controle de deploy.

Obviamente, uma ferramenta apenas não vai conseguir controlar as aplicações sozinha. Ela consegue gerenciar as entregas e a integridade dos objetos aplicados em ambiente produtivo. E, se bem customizada e suportada por processos, irá facilmente identificar os papéis e as responsabilidades de cada um em todo o processo de manutenção dos sistemas.

A economia e o ganho de dinheiro pelas corporações não estão ligados apenas à redução do downtime. Não se pode esquecer que estas empresas necessitam atender às exigências de diversos órgãos reguladores e, para isso, passam regularmente por auditorias internas e externas. Um dos itens avaliados e fortemente analisados são as condições e vulnerabilidade das aplicações que suportam o negócio destas empresas.

A maneira mais fácil de atender às exigências dos órgãos reguladores é manter e gerir suas aplicações com um sistema de controle de versões.

Outra maneira de mensurar o quanto uma empresa ganha em possuir um controle sério e maduro de versionamento das suas aplicações está ligada com o tempo e a agilidade para identificar e solucionar os bugs nos sistemas. Quanto mais rápida e assertiva for a identificação de um problema, mais eficiente será a sua correção e, consequentemente, menor será o tempo de indisponibilidade e prejuízo que a empresa terá em não gerar negócios pela falta de disponibilidade do sistema.

Dessa maneira, a economia trazida com a implantação de um sistema de controle de versão deverá levar em consideração a redução drástica com os custos de alocação de recurso e horas extras.

Antes da implantação de um sistema de controle de versão, é necessário um número enorme de profissionais para identificar e corrigir os problemas, controlar manualmente as alterações nas aplicações e rastrear e controlar todas as necessidades de alterações solicitadas. Estas atividades, além de gerarem um alto custo recorrente para manter as informações atualizadas, aumentam significadamente com as horas adicionais em momento de crise.

E agora, ainda existe alguma dúvida das enormes vantagens financeiras e institucionais que as empresas ganham em controlar versionamento das aplicações?

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário