Em uma pesquisa realizada com aproximadamente 5 mil pessoas, 87% dos respondentes disseram que a adoção da metodologia scrum melhorou a qualidade de vida no trabalho e não apenas o processo de desenvolvimento de softwares das empresas.

Segundo os entrevistados, 62% foi a taxa de sucesso dos projetos que utilizaram Scrum e, quando os projetos eram executados com o apoio de um PMO, essa taxa passou a ser de 93%. Por todos esses motivos, 95% dos respondentes planejam continuar usando o Scrum em suas operações.

E sua equipe está preparada para adotar a metodologia scrum? Separamos 10 passos fundamentais para apoiá-lo no processo de implantação. Confira!

1. Escolha um projeto-piloto

Ao adotar um método novo e desconhecido, é recomendado começar com projetos que ajudem a equipe e os envolvidos a focar no processo e não nas tarefas a serem executadas. Isso aumentará a possibilidade de sucesso e a diminuirá a curva de aprendizagem da equipe.

Logo, se os desenvolvedores ainda não estão familiarizados à metodologia scrum, selecione apenas um projeto, com desenvolvimento mais simples e menor risco de falhas ou de necessidade de novos conhecimentos.

Essa simples escolha dará mais segurança para os envolvidos e permitirá que novos projetos sejam adicionados com sucesso após as primeiras experiências com a metodologia.

2. Defina o Product Owner

O “Dono do Produto” faz uma espécie de ponte entre a equipe de desenvolvimento e as áreas de negócio interessadas no resultado do projeto. Ele administra as expectativas de todos os envolvidos quanto aos prazos, ritmos e resultados obtidos em cada Sprint.

Sua principal função é determinar as prioridades e ordem de construção do produto, garantindo que os recursos e critérios definidos para cada Sprint serão corretamente testados e entregues.

O Product Owner deve ser alguém com conhecimento do negócio, precisa ter uma boa habilidade para compreender, negociar e dialogar com as pessoas. Além disso, ele precisa ter autoridade suficiente para tomar decisões, além de liderança para assumir a responsabilidade pelos resultados da equipe.

3. Determine quem será o Scrum Master

O Scrum Master é o responsável pela observação da metodologia no desenvolvimento de um novo produto. Seu papel é planejar os sprints, organizar as reuniões diárias, apoiar as tarefas do Product Owner e da equipe, além de remover possíveis impedimentos que surjam na execução do projeto.

Este papel deve ser desempenhado por alguém com um profundo conhecimento da metodologia scrum, pois ele será o Coach (treinador) responsável por determinar as táticas que levarão sua equipe e o Product Owner ao sucesso.

Segundo o State of Scrum Report – 2015, 59% dos Scrum Masters são certificados e 81% dos entrevistados acreditam que a certificação auxilia na aplicação da metodologia scrum.

4. Crie um Product Backlog

O que precisa ser feito para transformar a ideia do produto em uma realidade? Quais são as atividades ou passos que precisam ser dados no desenvolvimento do produto? Responder a estas perguntas é a função do Product backlog.

Quanto mais detalhada e ordenada por prioridades for a lista do seu Product Backlog, maior serão as chances de sucesso do seu projeto!

Construir, revisar e complementar essa lista é uma das responsabilidades do Product Owner, afinal, ela deve indicar e conciliar as expectativas dos stakeholders (ou interessados pelo projeto) e da equipe de desenvolvimento.

A produtividade da equipe e o ritmo do desenvolvimento dependem muito de uma boa estruturação do Product Backlog. Fique atento!

5. Escale sua equipe

A metodologia scrum possui três papéis fundamentais: o Product Owner, Scrum Master e equipe Scrum, sendo que o time é o responsável pela construção do produto e execução das tarefas do Product Backlog.

É fundamental que os colaboradores dessa equipe tenham 100% das habilidades e sejam capazes de entregar as atividades estabelecidas no projeto. Normalmente, esse time é composto por pelo menos 3 e no máximo 9 pessoas. Também é recomendado que todos tenham a capacidade de fazer sua autogestão cotidiana.

6. Planeje os Sprints

Cada Sprint tem duração inferior a um mês, mas a maioria dos projetos adotam duas semanas como prazo padrão. Ao término de cada Sprint um objetivo bem delimitado deve ser alcançado e concluído.

No início de cada Sprint é realizada uma reunião entre o Product Owner, a equipe e o Scrum Master para decidirem quais tarefas do Backlog farão parte daquele ciclo de desenvolvimento.

7. Marque o horário do Daily Scrum

O Daily Scrum é uma reunião diária com, no máximo, 15 minutos de duração que visa avaliar três fatores:

  • O que foi feito no dia anterior para atingir o objetivo daquele Sprint?
  • Quais foram os impedimentos encontrados pela equipe ou eliminados pelo Scrum Master?
  • Quais tarefas serão realizadas naquele dia?

É importante reservar um mesmo horário e local para a reunião diária.

Vale destacar que nenhuma tarefa é delegada para os membros da equipe, pois eles são responsáveis pelo andamento e conclusão de suas atividades. Neste sentido, a reunião serve para manter a equipe alinhada e unida em torno do objetivo.

8. Agende o Sprint Review

O Sprint Review é a demonstração do produto ou dos avanços no desenvolvimento dele. Este momento acontece no final de cada Sprint. Nele são apresentados atributos ou partes do produto que estejam completamente prontas e testadas para serem utilizadas.

Esta é uma reunião onde os stakeholders e clientes do projeto podem participar. Nela há a parabenizarão da equipe por terem atendido ao objetivo proposto ou há a solicitação de ajustes, caso o produto não atenda às expectativas.

9. Faça a Retrospectiva do Sprint

A retrospectiva é uma espécie de reunião de feedback. Nela, apenas os três principais envolvidos na metodologia scrum avaliam o que poderia ser melhor, os ensinamentos daquela etapa e os fatores-chave para seu sucesso.

Em vez de buscar culpados, os envolvidos devem concentrar suas análises sobre atitudes, atividades e processos que podem ser aprimorados nos próximos Sprints. Sua função é buscar a melhoria contínua para os processos scrum.

10. Aperfeiçoe a adoção da metodologia scrum

A etapa seguinte da adoção da metodologia scrum é a combinação dela com outras melhores práticas – como o DevOps – para aumentar o percentual de sucesso e o ritmo em que as entregas são realizadas.

Também é recomendado que novos projetos passem a utilizar o Scrum e que outras áreas da empresa participem do desenvolvimento de produtos utilizando a metodologia. Desta forma, a cultura das metodologias ágeis passará a ser mais conhecida e assimilada por sua empresa.

Agora que você já sabe como implantar a metodologia scrum, siga nossa página no Linkedin ou no Facebook e não perca dicas para tornar seu dia a dia mais ágil e eficiente!