fbpx

Analista de Negócios: a ponte entre quem precisa e quem faz

Hoje ele está ganhando espaço dentro das empresas. Grandes instituições perceberam que o tempo entre as solicitações do desenvolvimento de um sistema e a produção deste era demorada e, na maioria das vezes, gastava-se um tempo enorme nas conversas entre a área de negócios e o pessoal de desenvolvimento.

Este diálogo é comparado a colocar um americano conversando com um chinês: nenhum entende o outro e os dois querem ter razão. Conclusão: sistemas com funcionalidade duvidosa e que descontentavam quem desenvolvia, utilizava e pagava a conta.

Há pouco mais de dez anos, grandes instituições começaram a perceber que alguns analistas, que foram desenvolvedores e migraram para a área de negócio, adquiririam uma habilidade de traduzir as necessidades setor para o “tecniquês”, melhoraram e reduziram o tempo de desenvolvimento, e ainda diminuíram os custos de produção dos novos sistemas.

A partir de uma ação descentralizada e informal, grandes empresas elaboraram equipes e, em pouco tempo, departamentos inteiros com esses profissionais, que ganharam o nome de Analistas de Negócios. A grande maioria nasceu em TI e, em determinado momento da carreira, resolveu (por vontade ou oportunidade) migrar para a área de negócio.

Atualmente, o desenvolvimento da carreira cresceu tanto que os profissionais são especializados em produtos e em tecnologias. Ou seja, não é incomum o mercado solicitar a contratação de Analistas de Negócios especializados em câmbio, marketing, cobrança e em outra série de sistemas específicos de negócio.

Por outro lado, estes mesmos analistas são conhecedores de determinadas tecnologias e discutem com o pessoal de TI quais são as melhores linguagens de programação, banco de dados e ambiente de infraestrutura para atender melhor a necessidade do cliente.

A importância destes profissionais cresceu tanto que hoje é insensato desenvolver um sistema sem a presença de um analista de negócio para intermediar as carências do setor com as possibilidades e disponibilidades da área de TI.

As habilidades adquiridas no trânsito, tanto nas áreas de TI como de negócio, geram diversas oportunidades de ascensão profissional. A cada dia é mais comum encontrar analistas de negócio galgando posições como gerência de projetos ou mesmo cumprindo funções executivas. Isso pode acontecer mais rapidamente em relação aos profissionais da área de tecnologia ou de negócios.

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário