Dando sequência a série de artigos sobre os principais conceitos do COBIT 5, neste artigo apresentamos o quarto princípio do COBIT 5:

  • Possibilitar uma visão holística.

O quatro princípio explica que a implementação eficaz e eficiente da Governança Empresarial de TI requer uma visão holística, levando em consideração vários componentes interativos – como processos, estruturas e pessoas. Este desafio de implementação está relacionado ao que é descrito em literaturas de gerenciamento estratégico como uma necessidade para um sistema organizacional, como a forma que uma empresa coloca as pessoas para trabalharem juntas a favor do negócio.

Um sistema organizacional requer a definição e aplicação, de uma maneira holística, de estruturas e processos, assim como aos aspectos ambientais e culturais (pessoas, cultura, valores, etc.). Ao aplicar a teoria do gerenciamento estratégico na Governança Empresarial de TI, as organizações estão desenvolvendo e usando uma mistura holística de estruturas, processos e mecanismos relacionados.

As estruturas da Governança Empresarial de TI incluem unidades organizacionais, e papeis e responsabilidades para tomada de decisões relacionadas a TI e para possibilitar contatos entre funções de negócio e TI responsáveis por tomada de decisão. Isso pode ser visto como um blueprint para como o framework de governança deve ser organizado estruturalmente. Os processos de Governança Empresarial de TI referem-se à formalização e institucionalização de procedimentos para tomada de decisão em TI e monitoração da TI para assegurar que o comportamento diário seja consistente com as políticas e forneça entradas para os tomadores de decisão (ex.: BSC).

O COBIT 5 foi construído sobre estes pensamentos. Uma mudança chave no COBIT 5 é o conceito dos habilitadores. “Habilitadores” são definidos como fatores que individualmente e coletivamente influenciam a forma de como algo irá funcionar – neste caso, a governança e o gerenciamento sobre a TI. O COBIT 5 descreve sete categorias de habilitadores, dos quais os processos, as estruturas organizacionais e a conduta, ética e comportamento estão intimamente relacionados ao conceito de sistemas organizacionais.

O COBIT 5 complementa, então, estes pensamentos orientados a sistema organizacionais com outras importantes habilidades, que incluem: princípios, políticas e frameworks, informação, serviços, infraestrutura e aplicações, pessoas, habilidades e competências.

No próximo artigo, iremos falar sobre o quinto e último princípio do COBIT 5: Separando Governança de Gerenciamento.

Conheça nossa ferramenta e como ela pode ajudá-lo em seus processos