fbpx

Desenvolvimento sem gestão é certeza de confusão

Apesar das similaridades, gerenciar projetos de desenvolvimento de software é bem diferente de outros tipos de projeto. Fundamentalmente, as diferenças estão nas particularidades da natureza do software, por exemplo, o fato de ser impossível acompanhar sua performance durante a produção. Isso acontece porque dificilmente se consegue testá-lo por etapas; assim, é muito comum acontecerem surpresas indesejáveis.

Percebe-se a enorme dificuldade por parte daqueles que gerenciam projetos nessa área em encontrar uma metodologia que permita um melhor controle dos resultados no desenvolvimento de softwares. Como consequência, fica mais difícil planejar, estimar o tamanho, modificar e produzir o software.

Se é difícil gerenciar desenvolvimento de software em países onde a disciplina e o controle estão presentes, no Brasil, com a pouca disciplina no processo de desenvolvimento e a pouca organização na documentação desses projetos, é praticamente certa a incidência de problemas e, consequentemente, de prejuízos.

Para se tentar melhorar os resultados e as margens de lucratividade, mudou-se o foco para os objetivos considerados primários – como qualidade, produtividade, redução de riscos, modelo de ciclo de vida – e para os tipos de planos a serem utilizados para testes, documentação, desenvolvimento e qualidade.

Algumas estatísticas demonstram que fazer projetos com gestão é difícil; sem gestão é impossível. Vejamos, 75% dos projetos de software falham tendo como sua principal causa o gerenciamento, 31% dos projetos de software são cancelados antes de sua conclusão e 53% excedem em mais de 50% suas previsões de prazo e custo.

Os principais motivos para os problemas apresentados estão relacionados a falhas no gerenciamento de software durante a fase de desenvolvimento. Ainda, dos 16 principais fatores associados ao fracasso de um software, nove estão relacionados com o gerenciamento. Infelizmente, a estimativa é de que cerca de 10% apenas dos projetos de software sejam entregues com sucesso.

Outra alternativa, com foco em melhorar o desempenho dos projetos de software, é a implantação de metodologias ágeis. Elas melhoram o desempenho dos projetos, mas requerem atenção especial para a adaptação de processos e para o perfil da equipe.

Conclui-se que gerenciar projetos de desenvolvimento de software não é fácil. As técnicas de gerência tradicionais de projeto são incapazes de adaptar-se muito bem às mudanças e aos novos riscos.

Sabemos que as novas técnicas com métodos ágeis tornam mais fácil a vida de gerentes e das equipes desde que executadas corretamente. Uma equipe qualificada e comprometida conseguirá entregar – mais rapidamente – softwares melhores e mais baratos.

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário