fbpx

Em tecnologia, sempre é melhor prevenir do que remediar

O que é um servidor de e-mail fora do ar por quatro horas, um link de comunicação com as filiais inoperante ou a rede local saturada e perdendo pacotes?

A resposta do pessoal de TI: “é apenas um pequeno probleminha de lentidão, que já está sendo identificado”. Porém, não conseguem dar uma estimativa de tempo para encontrar a solução.

Se a mesma pergunta for feita para o pessoal de negócios, a resposta virá em forma de desespero e com a angústia de quem está deixando de bater as metas e colocar muito dinheiro para dentro da empresa.

A diferença entre as respostas mostra claramente que, o que é possível remediar para alguns é absolutamente impensável não prevenir para outros.

A conscientização do estado de urgência e continuidade de negócio vem, cada dia mais, rompendo a área de negócio e invadindo, de maneira irreversível, a área de TI. Entender que o servidor de e-mail deixou de ser apenas um hardware com um monte de sistemas funcionando e passou a ser uma ferramenta de trabalho, onde o recebimento dos seus vencimentos depende dele, está fazendo com que o pessoal de TI mude de postura.

A prevenção, que até pouco tempo atrás parecia preciosismo para todos, provou-se, mesmo que depois de algumas crises, mais barata do que os custos para remediar uma indisponibilidade.

Os investimentos em prevenção estão aumentando diariamente; implementar ferramentas de rastreamento de problemas, processos que garantam que o ambiente funcione e profissionais especializados e treinados para reagir antecipadamente para prevenir problemas mostrou-se há tempos a solução mais equilibrada quando o assunto é continuidade de negócio.

A mudança de atitude nas empresas vem provando ser o melhor caminho para garantir os negócios. Até pouco tempo atrás, quando o pessoal de TI apresentava os números necessários a serem investidos em tecnologia para garantir o crescimento desejado pelos acionistas, um dos primeiros a jogar pedra, dizendo que era um absurdo tamanho investimento era a área de negócios.

Atualmente é comum encontrarmos em reunião de diretoria apresentações feitas à quatro mãos (pela área de TI e de negócio), justificando aos acionistas a necessidade de investimentos em TI para garantir a lucratividade esperada.

 

 

 

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário