fbpx

Quais são as qualidades de um gerente de projetos de sucesso?

Certamente para suportar todos os altos e baixos da carreira, ter resiliência é fundamental. Na vida de um gerente de projetos não é comum encontrar um que nunca tenha vivido um revés; os que dizem não ter vivido, ou estão no início de carreira ou não estão falando a verdade.

Definida pela psicologia como sendo “a capacidade de o indivíduo em lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas, choque, estresse, etc. sem entrar em surto psicológico”, ter muita resiliência é fundamental para quem quer ter sucesso e, principalmente, manter-se vivo na condução dos projetos.

Pesquisando sobre o que dizem as melhores práticas, encontramos na comunicação e negociação as principais qualidades que um gerente de projetos deve desenvolver. Numa análise de relatórios que apontam os principais responsáveis pelos fracassos em projetos, os problemas com a comunicação são, disparados, os principais responsáveis.

Para quem leu até agora conclui com facilidade que ser gerente de projetos com certeza é mais estressante do que qualquer outra profissão e que nenhuma pessoa com um mínimo de juízo deveria segui-la. Obviamente que não é bem assim, mas certamente conduzir bem um projeto, obter sucesso e ainda manter-se com saúde é um exercício diário.

Os gerentes de projetos de sucesso têm em comum uma enorme capacidade de se reinventar, assimilam as adversidades diárias e conseguem, de maneira contundente, fazer a comunicação e a negociação com todas as partes interessadas. Aconselha-se às pessoas que não possuem a habilidade de lidar bem com problemas a procurar/seguir outra carreira.

Como ninguém é de ferro, absorver periodicamente uma grande quantidade de pressão, choque e estresse sem possuir uma válvula de escape onde toda a energia acumulada possa ser canalizada é garantia de conseguir em pouco tempo um surto psicótico, enfarte, AVC ou outra enfermidade que poderá afastar temporariamente ou definitivamente o GP de suas atividades.

As qualidades não são adquiridas ou desenvolvidas imediatamente nos primeiros projetos, por isso é recomendável nunca iniciar a carreira assumindo projetos grandes e complexos. O ideal é um passo por vez. Um projeto com baixa complexidade, com o apoio e a orientação dos profissionais mais experientes e, assim, gradativamente ir assumindo responsabilidades maiores e mais complexas.

Com o aumento da complexidade e diversidade dos projetos, adquire-se o aprendizado necessário para lidar com pessoas, que é, sem dúvida, a qualidade mais difícil de se aprender, e que também é, sabidamente, a maior causadora de estresse e conflitos, afinal, é com pessoas que a comunicação torna-se boa ou ruim, que a negociação empaca e que a percepção de sucesso e fracasso dos projetos acontece.

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário