fbpx

Testar é o melhor caminho para reduzir os problemas com homologação

O principal objetivo de testar uma aplicação é encontrar erros o mais cedo possível. Assim, podemos devolver a aplicação à equipe de desenvolvimento a tempo de corrigir as falhas o quanto antes. A atividade de teste de um sistema é um elemento crítico para a garantia da qualidade, homologação e implantação de soluções no ambiente produtivo.

Como dissemos em outro artigo, a maior parte dos defeitos de software é gerada na fase de especificação. No entanto, na maioria das vezes, esses mesmos defeitos só são detectados quando o sistema já se encontra em produção.

Quanto mais tarde se descobre erros de construção, maior é a tendência de um aumento exponencial no custo para realizar as alterações necessárias que atendam à necessidade do cliente, acarretando riscos significativos ao negócio.

A maneira encontrada para reduzir consideravelmente a quantidade de erros em sistemas no ambiente de produção – e, consequentemente, os altos custos com as correções e os prejuízos com o negócio ­­­– é a implantação de um ambiente de homologação.

O ambiente de homologação é um ambiente onde o cliente deverá testar as funcionalidades do sistema que serão posteriormente colocadas em produção ou, em casos de problemas, refeitas, caso não ocorra a aprovação por parte do cliente.

Diferente dos testes realizados em ambientes similares ao do desenvolvimento, onde identificam-se erros estruturais, de performance, carga, estresse e segurança, o ambiente de homologação tem características similares ao de produção, ou seja, as interfaces com outros sistemas, conexões externas e ­– principalmente e fundamentalmente – os locais onde os profissionais realizarão os testes são oriundos da área de negócio.

Lembrando que este ambiente não é o servidor de testes para os desenvolvedores. O servidor a ser utilizado como ambiente de homologação deverá possuir configuração similar ao utilizado como ambiente de produção, inclusive com atualização constante dos registros existentes em produção para que o cliente possa simular situações muito próximas das que encontrará no seu dia a dia.

As empresas ainda estão muito distantes de entender a importância de manter servidores específicos para serem utilizados como ambientes de homologação. Alguns fatores que contribuem para isso são: a necessidade de aquisição de mais equipamentos, a manutenção e atualização constante deste ambiente, o aumento no número de máquinas a serem inseridas na sua estrutura tecnológica, o prazo curto para o desenvolvimento do sistema e o consequente aumento do time funcional.

Mesmo com tudo isso, por maior que seja o investimento na criação de um ambiente de homologação, um sistema terá um custo de manutenção muito menor se tiver suas falhas detectadas nas fases de desenvolvimento, teste e homologação.

ContatoPowered by Rock Convert

Deixe um comentário