fbpx
gerente de projetos e a ti bimodal

Gerente de projetos e a Ti Bimodal

8 passos devopsPowered by Rock Convert

O que mudar no gerente de projetos para adaptá-lo à TI Bimodal?

Segundo o PMI (Project Management Institute), o gerente de projetos está apto a gerenciar todo e qualquer tipo de projeto em qualquer área de atuação. Por mais que esta afirmação faça parte das melhores práticas encontradas no mundo, no Brasil, não é bem assim. Uma rápida olhada em qualquer site de emprego e é fácil verificar que as vagas para gerente de projetos estão sempre atreladas a uma área de conhecimento.

Especializado em ERP, varejo, desenvolvimento de sistemas, mercado financeiro… estes são alguns pré-requisitos solicitados pelas empresas para contratar um gerente de projetos. Se a especialização tem sido uma regra para a contratação dos GPs, como encontrar um profissional com perfil generalista e, ao mesmo tempo, apto a interagir com diversas áreas de conhecimento?

Antes de encontrar o profissional para conduzir o projeto, faz-se necessária uma análise mais profunda sobre sua composição. Diversos projetos, em diversas áreas, serão necessários para atender à implantação da TI Bimodal. Pelo seu tamanho e desafio, ele não poderá ser conduzido como um único projeto, assim, recorrendo-se às melhores práticas do PMI, essa diversidade de projetos em diversas áreas com objetivos comerciais é conhecida como portfólio de projetos.

O primeiro desafio é encontrar o gerente de portfólio. Para esta posição, a senioridade é mandatória: somente alguém que já conduziu projetos em vários segmentos e níveis, vivendo situações de estresse com conflitos diários, saberá suportar todas as pressões que a implantação da TI Bimodal irá gerar.

Guia Rápido DevOpsPowered by Rock Convert

Pela natureza e tamanho dos projetos de TI Bimodal, não é prudente colocar tamanha responsabilidade nas mãos de um gerente de projetos com pouca experiência. Interagir com técnicos, líderes e gestores, diretorias e presidência, com níveis de expectativas e objetivos diferentes, definitivamente não é algo para alguém com pouca experiência.

Após a definição do gerente de portfólio, o próximo passo é determinar quantos projetos por área serão necessários para compor o projeto da TI Bimodal. Sabendo que haverá envolvimento da empresa como um todo, podemos afirmar que, se não houver um projeto específico por área, certamente diversas atividades existirão.

Agrupar projetos com características similares na sua execução, em que o gerenciamento único poderá trazer benefício, será o próximo passo para verificar se existe um ou mais programas de projetos. Alocar gerentes com experiência na condução de projetos com características semelhantes será fundamental.

Para atender às necessidades de implantação do projeto de TI Bimodal, será necessária a instalação de projetos que alguns acreditam desnecessários, por exemplo, comunicação e marketing. O envolvimento e a comunicação do andamento de todos os projetos, suas implicações e mudanças são fundamentais para atender às expectativas de todas as partes interessadas, afinal, a participação e o envolvimento de todos serão mandatórios para o sucesso do projeto.

As mudanças nas características do gerente de projetos em todos os níveis da TI Bimodal serão fundamentais para quem pretende trabalhar nas corporações do futuro. Não irá demorar para que o mercado torne pré-requisito o conhecimento em projetos de TI Bimodal para os gerentes de projetos, da mesma maneira que atualmente são a maturidade, os resultados e a área de atuação.

consultoriaPowered by Rock Convert

Deixe um comentário