O que é e o que faz um Product Owner? Descubra!

A importância de um Product Owner (PO) para o sucesso de qualquer projeto vem ganhando notoriedade nos últimos tempos. Empresas entenderam que o trabalho desse profissional é capaz de levar ao fracasso ou garantir o sucesso de qualquer negócio.

Em linhas gerais, podemos dizer que product owner é o ponto central e quem orienta toda a equipe ao longo do projeto de desenvolvimento de um novo produto.

O product owner diz o que precisa ser feito, o que é prioritário e o que deve ficar de lado. Cabe a ele guiar um projeto desde o papel até transformá-lo em um produto prático, que pode ser vendido, negociado e trazer lucro para a empresa.

Percebeu como esse profissional é extremamente importante? Para saber mais sobre ele, acompanhe este texto e entenda todos os detalhes da vida de um owner e como ele pode ajudar sua empresa a entrar de vez na era das boas práticas em tecnologia da informação:

Afinal, quem é o Product Owner?

Como citado brevemente acima, é ele quem lidera o processo de desenvolvimento de um produto, em especial, nas metodologias ágeis, como o scrum. Por isso, antes de explicar o que é um “owner” e o que faz, vamos falar um pouco sobre scrum.

O que é Scrum

Scrum é a principal metodologia ágil, utilizada para gerenciar e planejar projetos, principalmente os de softwares. O objetivo é entregar um produto com a máxima qualidade no menor tempo possível. Sem desperdício de horas de trabalho.

Pela metodologia, os projetos são organizados e entregues em ciclos, chamados de sprints. Esses sprints costumam durar de duas a quatro semanas.

Dentro dos sprints, são detalhados conjuntos de atividades que devem ser executadas (Time Box). Além disso, há também uma lista de funcionalidades para incluir no software, chamada de Backlog.

Apesar de parecer algo simples, o scrum exige bastante dedicação da equipe e um entrosamento afinado com outras áreas da empresa, como negócios e marketing. E é nessa hora que entra o Product Owner.

Quem é o Product Owner

Na maioria das vezes, é apenas uma pessoa, mas em alguns casos, em projetos muito complexos, as empresas adotam um time de owners para distribuir as funções.

O owner não é apenas um cargo. Na verdade, é um papel, uma missão recebida dentro da empresa. Isso significa que a pessoa acumula outras funções e cargos na organização em que trabalha.

A principal tarefa do owner é fazer a ponte entre a equipe de scrum com o pessoal da área de negócios e também os clientes envolvidos. Por isso, a pessoa escolhida precisa ter desenvoltura nesses dois mundos.

O ideal é que ela entenda o produto sob a perspectiva do negócio, mas tenha também noções ou conhecimento técnico, como linguagens de programação, arquitetura da informação e outras questões. Assim, saberá com mais precisão quais desafios enfrentará no dia a dia do projeto.

O que o product owner faz na prática?

Como você percebeu com a leitura até aqui, a rotina de um PO varia de projeto para projeto. Dentro desse cenário, elencamos abaixo as principais atividades da rotina do profissional. Acompanhe.

Participação ativa no planejamento

O PO precisa trabalhar nas principais etapas de planejamento. Na etapa de conceitualização, ele atua para especificar as principais features a serem incluídas e como será o produto em sua versão final. Ao longo da realização do trabalho, o owner define o conteúdo que será lançado nos próximos releases, estipula o tempo dos sprints e quais serão os objetivos em cada um deles.

Criar o Backlog

Uma das missões mais importantes do PO é “quebrar” ou “fatiar” o produto em diversas partes. Isso resulta em uma lista de funcionalidades e requisitos a serem desenvolvidos, chamada de Product Backlog. Cada item precisa ser escrito de maneira clara para compreensão total do time técnico. O backlog não é elaborado apenas uma vez. Na verdade, ele precisa ser atualizado constantemente.

Filtrar e priorizar as tarefas do Backlog

Essa função exige bastante conhecimento do Product Owner. É ele quem deve definir a ordem de execução de cada tarefa e determinar os prazos. A decisão é tomada com base na importância de cada funcionalidade, o impacto no cronograma, o custo e o risco. Tudo isso dentro das perspectivas do cliente e expectativa da empresa.

Fazer pesquisa de mercado e de concorrentes

Não, aqui não se refere a uma pesquisa aprofundada sobre o mercado em que o produto está inserido. A ideia é que o PO se dedique a conhecer mais sobre a realidade, saiba quais são os concorrentes no mercado, como eles funcionam, quais tecnologias adotam. Todo esse conhecimento dará suporte às decisões futuras, definições de funcionalidades, escolha de tecnologias e vai ajudar a esclarecer eventuais dúvidas dos clientes.

O que o Product Owner não pode fazer

Com tanta responsabilidade sobre seus ombros, o Produt Owner precisa fazer muitas coisas, mas deve evitar outras. Abaixo, citamos alguns pecados comuns desses profissionais. Fique atento e não deixe isso acontecer na sua empresa:

Ter postura centralizadora

O owner toma muitas decisões, mas não pode, de maneira alguma, ser centralizador. É preciso dividir a responsabilidade e definir metas, estratégias e ações em cooperação com os demais stakeholders.

Deixar algum stakeholder de lado

É comum que, engolido pela rotina do projeto, o profissional dedique-se a dar mais atenção para uma área específica, por exemplo, a equipe de TI. Isso não pode acontecer. Toda a estratégia de atuação do profissional baseia-se em integrar as diferentes visões e anseios, incluindo as dos clientes e da diretoria da empresa.

Deixar pontas soltas no entendimento do projeto

Especialistas em scrum sugerem que o owner precisa investir 50% do tempo na compreensão do negócio/produto do cliente e o restante do tempo para repassar o conhecimento à equipe. Só assim, todos ficarão satisfeitos ao final do projeto.

O Product Owner é realmente muito importante. Seu conhecimento e capacidade de execução garantem o sucesso de um projeto e o lucro da empresa.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então, não deixe de ler também este outro post que descreve o passo a passo para você implementar a metodologia scrum e obter grandes resultados com isso!

2017-09-13T17:03:19+00:00 0 Comments