O que é Sprint? Entenda como agilizar as entregas de TI

Os profissionais que atuam com desenvolvimento de software, pela própria natureza da função, precisam estar atentos à evolução dos métodos e melhores práticas relacionadas ao tema. Assim, para se manter atualizado, é essencial entender o significado de alguns conceitos. Você sabe exatamente, por exemplo, o que é Sprint?

Nesse post, vamos explicar o que essa etapa representa no processo de desenvolvimento, quais os principais benefícios da sua utilização e como aplicá-la na prática. Boa leitura!

O que é a metodologia Scrum?

Dentro do contexto de desenvolvimento de software e execução de projetos relacionados à TI, as metodologias ágeis se tornaram conceitos muito presentes e estratégicos, como forma de encurtar o tempo de entrega do produto final e, principalmente, aumentar a eficiência dos processos de desenvolvimento.

Seguindo esse fluxo, o modelo Scrum — exemplo de metodologia ágil — tem sido muito adotado dentro das organizações. Em grande parte, isso se deve à sua alta performance na condução das equipes de trabalho, reduzindo sensivelmente a ocorrência de inconsistências e atrasos.

A razão da metodologia Scrum ser tão efetiva está na sua formulação, que toma como base um cronograma ágil e a divisão das etapas do projeto em fases chamadas de Sprints.

O que é Sprint?

Para entender um pouco mais sobre as vantagens, estrutura e execução de um Sprint, é necessário primeiro saber o que esse termo representa na prática. Nesse sentido, podemos defini-lo como uma das bases para o desenvolvimento de projetos apoiados na metodologia Scrum.

Em resumo, Sprint seria cada uma das fases de um projeto, estipuladas em espaços determinados de tempo que podem variar de duas a quatro semanas.

Pode-se dizer que o Sprint é o conceito principal do método Scrum, sendo, inclusive, um dos seus pontos-chave. Nos Sprints é que serão aplicados os demais eventos, discutidos os avanços do projeto, empregadas as melhores soluções para, então, se chegar ao produto final ou parte dele.

Os Sprints devem conter orientações e um conjunto de requisitos básicos a serem implementados pelos desenvolvedores. Além disso, o processo deve se pautar pelo estabelecimento de metas, impondo um ritmo mais acelerado nas execuções, engajando e aumentando a produtividade dos envolvidos.

Quais os principais benefícios de sua utilização?

Como dito, as metodologias ágeis para o desenvolvimento de produtos de TI tem se tornado bastante presente nas organizações. Isso, claro, tem uma razão de ser. No caso do Scrum, o motivo é a sua grande capacidade otimização do processo de desenvolvimento, graças a divisão de tarefas, melhor coordenação de atividades com base em lapsos determinados de tempo — os Sprints —, além da definição de prioridades, redução dos custos e maior qualidade nas entregas.

Todos esses benefícios são altamente valorizados e buscados pelas equipes, afinal, estão intimamente ligados à competitividade da empresa. Frente a um mercado tão intransigente, exige-se soluções ao mesmo tempo efetivas e acessíveis por parte das equipes de TI.

Como os Sprints são planejados?

Um Sprint se inicia com a reunião para serem traçadas as diretrizes, estabelecer os objetivos da etapa, bem como deixar claro para os envolvidos como tudo procederá. Essa fase é denominada Sprint Planning. Assim, duas perguntas principais a definem:

  • O que será feito?
  • Como será feito?

Nessa reunião, a equipe de desenvolvimento e o Product Owner — que seria a pessoa responsável por definir os itens que compõem o Product Backlog e estabelecer sua prioridade no Sprint Planning Meetings — negociam, a partir do Backlog, o que será efetivamente desenvolvido.

Essa é uma etapa crucial do processo, afinal é nela que tudo ganha contornos e se torna alcançável, levando-se em conta as possibilidades da equipe e também o tempo de duração determinado para aquele Sprint.

Para tornar mais fácil a compreensão: entende-se como Product Backlog o artefato — um quadro de tarefas, por exemplo — que contém as principais características e definições do produto a ser desenvolvido. Daí, já se percebe como ele é essencial.

O que é User Story?

Dentro do processo de formulação do projeto, o termo User Story também é muito importante. Ele se relaciona diretamente com o Backlog, sendo que cada item deste corresponde a uma Story.

A User Story, ou história do usuário, é uma descrição sucinta das necessidades do usuário do produto que se desenvolve. Esse termo busca descrever de forma simples e objetiva a necessidade por trás do projeto. Grosso modo, é uma forma de instigar a equipe a discutir um pouco mais sobre determinados pontos, mas que por si só, não tem caráter vinculativo para mudanças no projeto.

Métricas são necessárias?

Durante a execução projeto sob o enfoque da Scrum, é essencial que os Sprints tenham sua eficiência e outros parâmetros mensurados com frequência, até para que se possa fazer ajustes.

No primeiro Sprint ainda não é possível gerar essas métricas, posto que a quantidade de informações é insuficiente. Mas, conforme se avança e mais tarefas são executadas, os dados começam a demonstrar mais sobre o projeto.

Uma forma de gerar essas métricas é utilizar o Story Point, que são marcações das atividades concluídas em Sprints anteriores. Assim, o time de desenvolvimento pode utilizar como parâmetro a média de quantidade de trabalho entregue nas últimas etapas.

Daily Scrum: o que é?

Esse termo remete às reuniões diárias realizadas pelos envolvidos no projeto, com o intuito de analisar o seu progresso. Além disso, a Daily Scrum é o momento ideal para avaliar o desempenho da equipe e buscar as soluções necessárias para contornar os problemas.

Para verificar o progresso de cada Sprint, pode-se basear nas respostas das seguintes perguntas:

  • O que foi realizado no dia anterior?
  • O que será realizado hoje?
  • Quais são as dificuldades encontradas para avançar com o projeto?

A partir dessas respostas, a equipe pode identificar se está ou não atingindo os resultados esperados e definidos no Sprint Planning. Além disso, outra vantagem da Daily Scrum é conseguir avaliar a eficiência do progresso não só na fase de entrega, após superadas todas as etapas, mas diariamente. Assim, é possível promover modificações para aumentar a agilidade e qualidade do processo desde o início.

Agora que você sabe o que é Sprint, deve ter percebido o quão benéfico é desenvolver projetos com base na metodologia Scrum. O método auxilia no ganho de produtividade e ainda facilita a mensuração da qualidade e desempenho de cada etapa, evitando que os erros persistam durante todo o projeto.

Agora é com você! Se gostou deste post e deseja aprofundar-se no assunto, não deixe de conferir também o nosso artigo sobre como implementar a metodologia Scrum.

2017-09-06T13:06:57+00:00 0 Comments