Antes de definir se DevOps ou TI Bimodal vem primeiro é interessante lembrar o que cada um propõe. O DevOps apresenta uma metodologia que sugere integrar as áreas de desenvolvimento de sistemas com a área de operação de infraestrutura de TI, para quem milita na área sabe que não é uma tarefa fácil.

Talvez mais difícil do que implantar o DevOps, seja a alteração de cultura na empresa promovida pela TI Bimodal, que sugere agrupar projetos similares, equipes multidisciplinares e alterar a maneira como o financeiro avalia tudo isso. Convenhamos, uma missão quase impossível.

Sem dúvida ambas possuem um alto grau de complexidade na sua implantação, porém os exemplos mostram que, uma vez implantado de maneira correta e, principalmente, com o acompanhamento e monitoramento adequado, os frutos colhidos demonstram que vale a pena o esforço.

As boas práticas sugerem que as mudanças devam ocorrer iniciando-se dos ambientes menores para ambientes maiores. Desta forma, fica mais fácil controlar os desvios, administrar as mudanças e promover os ajustes necessários para o sucesso do projeto. Pensando assim, podemos concluir que seja menos traumático a implantação do DevOps, afinal por mais complexo que possa parecer derrubar as barreiras entre as áreas de desenvolvimento de sistemas e operação de infraestrutura, certamente é mais fácil do que mudar a cultura da empresa.

A decisão parece simples, mas não é de fácil convencimento dos envolvidos. Se por um lado, em um ambiente menor o projeto estará controlado, por outro, ele não terá a mesma projeção e visibilidade de um projeto de TI Bimodal que afeta a empresa como um todo e tem interesse constante de toda a alta administração, a aparente falta de visibilidade pela alta administração poderá gerar problemas na implantação do projeto de DevOps.

Como acontece em todos os projetos, o grande desafio é administrar as partes interessadas, mantê-las informadas e atuantes no andamento do projeto, recomenda-se quando da sua aprovação, quantificar e apresentar para a diretoria o aumento das receitas e a diminuição das despesas que um projeto como a implantação do DevOps trará para a empresa. Essa estratégia manterá a atenção no andamento do projeto e nos resultados prometidos.

A experiência e os ganhos trazidos com o projeto de implantação do DevOps certamente irão facilitar a “venda” do projeto da TI Bimodal para a diretoria, mas é importante tomar muito cuidado na condução do projeto, porque mudar a cultura interna de um grupo de profissionais que trabalham da mesma maneira durante décadas e tem em seu histórico a rivalidade, não é uma tarefa simples e pode facilmente gerar diversos problemas que comprometam o dia a dia da empresa.

Tanto TI Bimodal quanto DevOps são a realidade em uma importante quantidade de empresas, principalmente fora do Brasil. Por aqui, ambos ainda recebem forte rejeição por parte dos executivos e principalmente dos colaboradores. O desafio é apresentar os benchmarks internacionais para mostrar que é possível e factível sua implantação, trazer o apoio dos executivos e definir um profissional com ascensão no time técnico e respeito dos diretores para a condução do projeto.