fbpx
Entenda como a DevOps está transformando a análise de sistemas

Entenda como a DevOps está transformando a análise de sistemas

8 passos devopsPowered by Rock Convert

Antes de entrarmos propriamente em como a DevOps está transformando a análise de sistemas, vamos contextualizar a adesão desta cultura no mercado mundial e também no Brasil. Ela segue em ritmo crescente e, por isso, merece a atenção dos profissionais de tecnologia da informação (TI). Acompanhe!

Em 2013, uma pesquisa realizada com mais de 4 mil profissionais da área nos Estados Unidos constatou-se que 63% dos entrevistados afirmaram que suas empresas adotam o conceito DevOps. Entre os benefícios destacados por eles está a entrega de código 30 vezes mais rápida e com 50% menos falhas que no modelo tradicional de desenvolvimento.

De lá para cá muita coisa mudou. A cultura DevOps só avançou. Um outro estudo, publicado no início de 2016, mostra que o Brasil é a quarta maior referência em DevOps no mundo. Descobriu-se, entre outras coisas, que 16% das empresas brasileiras já tiveram sucesso na implementação da cultura, atrás apenas dos Estados Unidos e Índia (25%) e da Suíça (23%). E mais: 60% dos gestores de TI se consideram adeptos iniciantes ou parciais de ferramentas de DevOps, contra apenas 24% que disseram trabalhar em companhias que não estão maduras o suficiente para este tipo de tecnologia.

O que é DevOps

Para fins de contextualização, relembremos agora, rapidamente, que DevOps é uma cultura de desenvolvimento de software que utiliza a comunicação para integrar desenvolvedores de software e profissionais de área de infraestrutura de TI.

Trata-se de uma cultura que está cada vez mais conhecida como implementação contínua ou entrega contínua, pois padroniza ambientes de desenvolvimento e também auxilia as empresas no gerenciamento do lançamento de novas versões. Além disso, também facilita o controle e documentação da emissão de relatórios com diversidade de granularidade.

DevOps e análise de sistemas

Dentre as várias razões para usar a cultura DevOps no processo de desenvolvimento, agora o que está entrando em pauta é a relação da cultura DevOps com a análise de sistemas.

Em suma, análise de sistemas é como é chamada a tarefa de estudar processos para encontrar o melhor caminho racional para que a informação possa ser processada. Certo? Ao utilizar a DevOps, a equipe padroniza o trabalho, e eventos podem ser acompanhados com maior facilidade, assim como o controle de processos documentados e emissão de relatórios e documentação da solução. Trata-se de automatizar a maior parte dos processos operacionais, sem interferir na coesão deles.

Em artigo publicado no portal iMasters, Cezar Taurion, um dos mais respeitados articulistas da TI no Brasil, afirmou que DevOps representa também “uma ruptura na cultura tradicional de gestão do ciclo de vida das aplicações”. Para ele, ao utilizar conceitos já consagrados de desenvolvimento ágil e adicionar práticas de “lean startup”, cria-se um novo paradigma. “É um processo colaborativo por excelência e demanda atividades em paralelo”.

DevOps faz com que os bugs desapareçam para o usuário

Ao adotar DevOps, assume-se que a antiga ideia de que era necessário manter uma equipe focada somente na resolução de problemas dos sistemas não tem mais porque persistir.

Guia Rápido DevOpsPowered by Rock Convert

A automatização faz com que os processos de verificação de erros sejam contínuos e padronizados. A manutenção é muito mais frequente, com integração entre todas as equipes. Assim, não é necessário ter um grande time de testes. Não que os testadores não sejam mais necessários, só não é mais preciso que muitas pessoas se dediquem exclusivamente a esta atividade. O foco é direcionado para o time que cria soluções para os sistemas e desenvolve novas facilidades com mais rapidez. Os chamados “bugs” chegam com muito menos frequência até o usuário final.

Benefícios da DevOps na análise de sistemas

Agora veja uma lista de benefícios da cultura DevOps na análise de sistemas:

Combate a excessiva individualidade entre os profissionais envolvidos no processo;

Amplia a colaboração entre as equipes e diminui os erros; aumenta a eficiência durante todo o processo;

  • Padroniza o ambiente de desenvolvimento;
  • Facilita o acompanhamento de eventos;
  • Padroniza o controle de processos documentados e a emissão de relatórios e documentação dos sistemas;
  • Dá mais autonomia aos analistas de sistemas;
  • Automatiza ao máximo os processos operacionais e evita que eles percam a coesão;
  • Privilegia mais os indivíduos e as operações do que os processos e as ferramentas;
  • Dá mais foco no funcionamento do produto do que na documentação em si;
  • Envolve o cliente/usuário, tornando-o um colaborador do processo;
  • Responde com mais facilidade às mudanças; evita que o cumprimento do plano pré-definido prejudique as entregas;
  • Agiliza todo o processo de desenvolvimento, liberando tempo para a execução dos testes;
  • Quebra as barreiras existentes entre a equipe de desenvolvimento e a de operações;
  • Diminui os custos consideravelmente, otimiza as entregas e promove mais satisfação aos clientes/usuários;

Para finalizar, nunca é demais lembrar que DevOps promove uma mudança total nos processos de desenvolvimento e análises de sistemas. Isso significa que é preciso romper com o modelo mental seguido até então. E mudanças nem sempre são indolores.

É preciso que o gestor de TI e os demais líderes das equipes envolvidas com DevOps entrem nesta nova forma de desenvolver e analisar sistemas abertos ao novo. Como toda estratégia de gestão da mudança, aconselha-se que haja um período de adaptação, de testes; que se inicie com projetos menores e, à medida que todos se acostumam com o método, a escala seja feita gradativamente.

Além de todos os benefícios listados anteriormente, também é importante salientar que DevOps traz ganhos comportamentais às equipes envolvidas no desenvolvimento e análise. Ela oferece ao departamento de TI (desenvolvimento e operações) a chance de se adequar a uma realidade que os demais departamentos da empresa já vivem há algum tempo: a colaboração passa a ser parte integrante do dia a dia profissional, torna-se orgânica, automática.

Esta colaboração toda aliada a métodos ágeis de desenvolvimento e análise podem significar muito ganho de produtividade e também mais satisfação aos profissionais. Isso só pode resultar em ganhos reais, melhores retornos sobre os investimentos em TI. O que é ideal para todo CIO.

Você já utiliza a DevOps em sua empresa? Quer saber mais sobre este assunto? Baixe agora mesmo o e-book ‘Guia Rápido DevOps’. É grátis!

consultoriaPowered by Rock Convert

Deixe um comentário