fbpx
DevSecOps - Guia Rápido Sobre os Seus Benefícios

DevSecOps – Guia Rápido Sobre os Seus Benefícios

8 passos devopsPowered by Rock Convert

A rotina de desenvolvimento de sistemas é tão corrida quanto complexa. Por esse motivo, não é difícil imaginar uma gestão linha dura, minuciosa com prazos, exigente em produtividade e preocupada com o resultado final. Por isso, elaboramos o post de hoje, explicando como a metodologia DevSecOps pode contribuir com o seu trabalho!

Para que não restem dúvidas no tema, reunimos as principais curiosidades no assunto, demonstrando como esse conceito pode ajudar no seu cotidiano, promovendo a confiabilidade no trabalho da equipe, aumentando a eficiência do código e diminuindo a refação. Então, não perca tempo e acompanhe!

Os principais dilemas da rotina de desenvolvimento

Dificuldade na hora de implementar, integrações problemáticas, APIs complexas, tarefas repetitivas, falta de um suporte competente e, por último e mais importante, a ausência de percepção de como as alterações impactarão na experiência do usuário final, é algo a se preocupar.

Ainda que existam outros percalços, esses são os mais comuns no cotidiano do desenvolvedor, de modo que eles aparecem de maneira recorrente durante a jornada de desenvolvimento. É nesse momento que a gestão identifica uma deficiência no trabalho da equipe: a imprevisibilidade.

Pois mesmo que os prazos sejam atendidos em boa parte das vezes, todo esse conjunto de dificuldades acaba minando a capacidade produtiva dos desenvolvedores que, geralmente, já lidam com limitações pontuais de recursos financeiros e humanos no trabalho da equipe.

É considerando esses dilemas que se criaram metodologias de orientação para os times de desenvolvimento. A grosso modo, esses conceitos se focam na organização operacional e na padronização de processos, com o objetivo de minimizar as falhas de comunicação, delegando tarefas com maior precisão e agilizando as entregas.

O conceito de DevSecOps e a sua importância

Inevitavelmente, falar de DevSecOps é falar de DevOps. Por isso, apresentaremos as duas abordagens e como elas se complementam. A começar pela DevOps, que é uma metodologia de desenvolvimento de software que aposta na comunicação para integrar os desenvolvedores aos profissionais da área de operações.

DevOps

Basicamente, o objetivo desse conceito é simplificar as etapas de desenvolvimento, integrando os profissionais de diferentes departamentos, garantindo a qualidade das entregas e reduzindo o tempo de entrega ao cliente, impactando diretamente na velocidade de trabalho da equipe.

Inclusive, é essa integração de dois mundos que dá nome ao conceito, aproximando os desenvolvedores dos profissionais operacionais, portanto, DevOps. O método ganhou o apreço do meio justamente por adotar a prática da integração e entrega contínua, que facilita o acompanhamento das empresas no lançamento de cada nova versão.

Para que isso seja feito de maneira eficiente, o método DevOps é fortemente pautado na automação, estimulando o uso de plataformas que sejam capazes de fazer o deploy de maneira automática, inclusive, com o auxílio de scripts de automação.

No fim das contas, a metodologia se prova eficaz no campo gerencial, pois aumenta a produtividade dos profissionais, evitando que eles percam tempo em tarefas automatizáveis, e diminui o tempo de desenvolvimento e entrega, reduzindo o custo operacional de cada projeto.

Guia Rápido DevOpsPowered by Rock Convert

DevSecOps

Mas então, o que é DevSecOps? Pois bem, essa é a metodologia que se inspira nos métodos da DevOps, mas implementa um elemento adicional, a preocupação operacional com a segurança. O objetivo do conceito é priorizar a segurança em todas as etapas do projeto, incentivando a equipe de desenvolvedores a atenuar a velocidade do desenvolvimento.

Entre suas principais características, existem três que se destacam:

  1. a priorização da segurança durante o desenvolvimento;
  2. a automatização da segurança;
  3. e o feedback contínuo.

A priorização da segurança significa trazer essa preocupação logo para os estágios iniciais do desenvolvimento. Enquanto um ciclo DevOps permitiria o avanço para a próxima etapa assim que uma aplicação atingisse os requisitos planejados, a metodologia DevSecOps exige que o código esteja seguro, livre de vulnerabilidades que possam ser exploradas após a entrega.

Já a automatização da segurança é o principal pilar da metodologia DevSecOps, pois é esse instrumento que possibilita o incremento drástico na segurança do código. Isso é possível por meio de plataformas que acompanhem o desenvolvimento, scripts de automação, testes automáticos, monitoramento de conformidade e ameaças e por aí adiante, tudo em tempo real.

Por fim, o feedback contínuo, que é uma consequência dos testes automatizados. Essencialmente, esses testes colocam o software à prova, retornando notificações sobre trechos do código com vulnerabilidades ou inconsistências. Assim, os desenvolvedores são permanentemente atualizados sobre a otimização do código em que trabalham.

Os principais benefícios da metodologia DevSecOps

Como toda nova ideia, é importante conhecer as vantagens desse conceito, tornando viável a defesa perante a sua equipe. Abaixo, listamos quatro benefícios dessa metodologia. Veja!

Agilidade

Em essência, esse benefício é fruto da própria automatização. No fim das contas, o ganho em velocidade de desenvolvimento, correção e entrega é significativo, ainda mais quando se compara às rotinas que usam a metodologia tradicional.

Colaboração

Já aqui, temos uma vantagem que é herdada da metodologia-mãe, a DevOps. Desenvolvendo sob esses métodos, as equipes dão um salto colaborativo, pois a integração dos diferentes setores estimula uma comunicação mais eficiente e livre de ruídos.

Economia

Na rotina do desenvolvimento de software, tempo é, quase que literalmente, dinheiro. Por conta de metodologias como DevOps e DevSecOps, a gestão também nota uma redução de custos operacionais, uma vez que os desenvolvedores terceirizam à automação boa parte das tarefas repetitivas com as quais perderiam tempo, resultando em melhor aproveitamento por hora trabalhada.

Segurança

Por último, e talvez mais importante, é a segurança oferecida por uma rotina repleta de automação. Com uma abordagem de monitoramento de falhas em tempo real, a equipe de desenvolvimento melhora drasticamente a qualidade do código trabalhado, entregando softwares mais robustos para o cliente final.

Além de todos os pontos, ainda vale lembrar que esse é o tipo de metodologia que permite a escalabilidade dos projetos, enquanto se exerce um controle minucioso sobre toda a cadeia de processos, sendo a união perfeita entre velocidade, segurança e resultado.

Você gostou deste post dedicado à metodologia DevSecOps? Então, aproveite o entusiasmo para conferir outro material importante à sua área, conhecendo a importância do mapeamento de fluxo de valor para eliminar os gargalos da sua operação!

consultoriaPowered by Rock Convert

Deixe um comentário