Você quer otimizar o trabalho do setor de TI da sua empresa e, para isso, escolheu adotar o DevOps, certo? Porém, as coisas não saíram como planejado e os resultados estão abaixo do que você esperava.

Pois, saiba que essa é uma realidade do DevOps na prática, que pode ser resultado de algumas falhas comuns na adoção dessa metodologia de trabalho. Quer saber quais são as principais falhas em DevOps e como evitá-las? Então, leia este artigo e descubra tudo sobre o assunto!

Quais são as principais métricas de DevOps?

Antes de entender quais são as principais falhas em DevOps e como resolvê-las, é importante que você saiba como avaliar se essa metodologia está sendo aplicada corretamente, bem como quais foram os resultados gerados por esse processo.

É aí que entram as métricas para DevOps como pontos centrais na avaliação dos resultados do setor de TI da sua empresa. Descubra agora quais são as principais métricas de DevOps que podem ser utilizadas em seu negócio!

Frequência e velocidade de deployment

Uma das principais propostas da implementação do DevOps é a otimização das atividades de TI de uma empresa. Ou seja, essa metodologia propõe que as equipes trabalhem mais rapidamente e criem produtos com maior qualidade.

Portanto, uma das métricas que indicam que este objetivo foi alcançado é a frequência e velocidade de deployment — que mensura a velocidade do time na entrega de uma nova versão do produto para o cliente. Além disso, também é possível medir qual a frequência com que a equipe é capaz de desenvolver uma nova versão de software.

Velocidade de verificação de software (QA)

Garantir a qualidade do produto gerado pela equipe de TI é essencial para a área. Dessa forma, um outro indicador relevante quando se fala em DevOps é a velocidade de verificação de softwares — Quality Assurance (QA).

Quando o DevOps é implementado com eficiência, é possível identificar uma redução no tempo de verificação de erros tardios. Além disso, pode ser até que eles deixem de existir, transformando os paradigmas de QA quando se fala em verificação de qualidade dos produtos gerados.

Tempo médio para restaurar o serviço (TMPRS)

Os produtos gerados pela sua equipe de TI, por melhor que sejam, estão sujeitos a falhas. Nesse aspecto, o TMPRS — tempo que o time leva para identificar a falha e corrigi-la, restaurando as funções do software — é uma métrica de DevOps importante de ser analisada.

Rotatividade da equipe

Um dos indicadores relacionados aos efeitos da implementação de DevOps na satisfação e motivação de colaboradores é a rotatividade — ou turnover. Afinal, quanto mais satisfeitos com o trabalho realizado na empresa, menor é a possibilidade de um membro da equipe deixar o negócio. Portanto, mensure a rotatividade, utilizando KPI’s que indiquem qual a frequência de saída de membros da equipe de TI.

NPS

A implementação de DevOps também impacta diretamente os clientes da empresa, já que, quando implementado de forma correta, o produto é gerado para o cliente mais rapidamente e com menor índice de erros. Dessa forma, uma outra métrica que pode auxiliar na mensuração dos resultados de DevOps é o NPS.

NPS é a sigla para Net Promoter Score e consiste em uma pergunta — “De 0 a 10, o quanto você indicaria essa empresa para um amigo?”. A partir da resposta dos clientes, você calcula o valor de NPS final por meio de uma fórmula específica e compara os resultados ao longo do tempo para identificar o quão satisfeitos os clientes estão com o trabalho realizado pela empresa.

e-NPS

Da mesma forma como é possível calcular o NPS para os clientes, também é indicado que você calcule os níveis de satisfação dos colaboradores com a empresa como um todo. Para isso, pode ser utilizado o e-NPS, adaptação dessa primeira métrica para o público interno da empresa.

Nessa métrica, a pergunta é um pouco diferente: “De 0 a 10, o quanto você indicaria para um amigo essa empresa, como um local para trabalhar?”. O cálculo é semelhante ao do NPS e, a partir da resposta dos colaboradores, é possível identificar o quão satisfeitos eles estão com o trabalho que desenvolvem na área de TI.

Grau de autonomia

Outra métrica importante relacionada ao trabalho do time quando há a implementação de DevOps é o grau de economia dos colaboradores. Afinal, essa é uma das propostas dessa metodologia: gerar mais autonomia ao time de desenvolvimento e operações. Portanto, utilize questionários e outras ferramentas para mensurá-lo. A partir disso, você é capaz de identificar se a implementação do DevOps teve os efeitos desejados.

Taxa de erros

Uma das propostas da implementação do DevOps na área de TI das empresas é o aumento da qualidade dos produtos gerados. Isso pressupõe uma redução das taxas de erros, o que faz com que o processo seja mais eficiente e ágil na geração de resultados contínuos para os clientes. Assim, avalie a taxa de erros periodicamente e verifique se esse valor está diminuindo ao longo do tempo.

Ciclo de vida do desenvolvimento

Outra métrica relevante para avaliar a implementação do DevOps da empresa é o ciclo de vida do desenvolvimento de software. Isso significa que você deve avaliar qual o tempo gasto para desenvolver um produto, desde a concepção da ideia até a entrega final ao cliente. Isso porque o DevOps é uma metodologia ágil, o que significa que ele propõe a redução desse indicador. Caso isso não aconteça na sua empresa, pode ser que existam falhas que devem ser corrigidas.

7 Passos Para Iniciar DevOps

Quais os cuidados ao escolher as métricas de DevOps?

Diante de tantas métricas, é importante que você tenha alguns cuidados no momento de escolher e mensurar esses indicadores. Em primeiro lugar, lembre-se de que, quando se fala em metodologias ágeis — como é o caso do DevOps —, menos é sempre mais! Ou seja, quanto menos métricas você escolher, melhores serão os resultados do processo. Caso contrário, você pode cair na armadilha de investir muito tempo e energia na avaliação dos KPI’s em vez de, efetivamente, melhorar os processos dentro da empresa.

Portanto, escolha as métricas com consciência. Saiba quais são os principais problemas da área de TI da sua empresa e os indicadores que irão evidenciar o status de cada um deles. Além disso, tenha objetivos claros na hora de implementar o DevOps, identificando quais são as métricas que poderão refletir melhor os resultados alcançados.

Por fim, lembre-se de mensurar os resultados periodicamente e documentar esse processo. É importante comparar as métricas ao longo do tempo para identificar a evolução do setor de TI nesses aspectos.

Por que as iniciativas de DevOps falham?

Você seguiu todos os passos para implementar o DevOps na sua empresa mas, na hora de mensurar os resultados, percebeu que eles não correspondiam ao que você esperava. Para resolver esse problema, é importante entender porque as iniciativas de DevOps falham. Descubra agora os principais motivos para isso!

Não argumentar a favor dos resultados do negócio

Pode ser muito claro, para você, os resultados que a implementação de DevOps trará para o negócio como um todo. Porém, para os executivos dos outros setores, isso pode parecer um jargão de TI, o que faz com que eles não se engajem na promoção dessa iniciativa.

Sendo assim, é essencial que você entenda o que é relevante para o negócio em um aspecto mais amplo, como redução de custos, atração e retenção de clientes, melhoria nos processos da empresa, entre outros. A partir disso, argumente sobre a importância do DevOps nesses quesitos.

Além disso, é preciso mensurar o impacto dessa metodologia na empresa no geral. Inclua, portanto, nas métricas de DevOps e KPI’s que evidenciem os impactos positivos dessa nova estratégia para o negócio como um todo.

Não engajar a equipe no processo

Para implementar o DevOps na empresa, é essencial que toda a equipe se engaje nessa mudança. Afinal, ela não consiste apenas na implementação de novas ferramentas e processos, mas também em uma transformação cultural na área de TI, modificando a relação entre os membros do time e a forma como eles realizam as atividades.

Desse modo, é importante que você explique para o time o que é DevOps na prática e quais os benefícios que essa mudança traz para a empresa, a área de TI e os colaboradores, individualmente. Além disso, deixe claro qual o papel de cada um nessa transformação e a importância da colaboração de todo o time nesse processo.

Restringir a colaboração

Por falar em colaboração, essa é uma das palavras de ordem da cultura DevOps, não é mesmo? Porém, muitas vezes, há uma restrição da colaboração apenas para as equipes de desenvolvimento e operações, não envolvendo outros interessados no processo.

Sendo assim, mapeie todos os envolvidos no desenvolvimento de softwares da empresa, incluindo clientes, equipe financeira do negócio e outros. A partir disso, invista em estratégias eficientes para garantir uma comunicação fluida entre as partes, fazendo com que a colaboração seja a palavra de ordem para todos eles.

Implementar DevOps de forma “Big Bang”

O Big Bang foi um fenômeno que mudou tudo de uma só vez, certo? E é exatamente isso que os gestores tentam fazer com a implementação do DevOps, desconsiderando a abordagem interativa e incremental.

Não caia nessa armadilha na hora de implementar o DevOps na empresa, o que pode comprometer todo o sucesso do processo. Ao contrário, realize pequenas mudanças graduais ao longo do tempo, implementando o DevOps de forma constante e equilibrada dentro da organização.

Além disso, é necessário colher feedbacks no decorrer de todo o processo. Avalie cada pequena mudança, tanto relacionada às impressões dos colaboradores quanto à eficiência da área (por meio das métricas DevOps). Leve isso em consideração na hora de planejar os próximos passos.

Não gerenciar expectativas

Pode ser que, durante o processo de implementação de DevOps, a equipe de TI ou os outros gestores da empresa criem expectativas muito altas sobre os resultados dessa mudança. Porém, assim como toda transformação, apesar dos diversos benefícios que o DevOps oferece para a empresa, esses resultados são graduais e só podem ser observados ao longo do tempo, o que pode gerar frustração e desmotivação no time.

Assim, para resolver esse problema, realize uma boa gestão das expectativas com toda a empresa, inclusive com os clientes. É preciso mostrar quais são os resultados reais que serão alcançados pela mudança e como eles aparecem. Além disso, você pode escolher métricas adequadas para avaliar esse elemento e criar metas desafiadoras, porém alcançáveis, para alinhar as expectativas do time com a realidade de implementação de DevOps.

Guia Rapido DevOps

Quais são as principais falhas em DevOps e como evitá-las?

Agora que você já sabe alguns motivos que levam às falhas nas iniciativas DevOps, é hora de entender quais são esses principais problemas. Descubra agora as top 5 falhas em DevOps e como evitar cada uma delas!

1. Falta de alinhamento entre a equipe

Quando você identifica que há uma falta de alinhamento entre o time de operações e o time de desenvolvimento, há um indício de falha em DevOps. Afinal, um dos principais objetivos dessa metodologia é promover integração entre todo o time de TI, assim como entre ele e os outros interessados no processo.

É possível detectar essa falha de diversas formas. Em primeiro lugar, ela fica evidente na comunicação interna do time de TI. São mensagens que se perdem, solicitações que não são realizadas e retrabalho para os colaboradores. Quando você percebe esses indícios, é hora de corrigir essa falha para garantir o sucesso da aplicação do DevOps na empresa.

Para eliminar esse problema, é preciso ir a fundo na origem dele. Geralmente, são os membros do time que não entenderam como aplicar o DevOps na prática, com eficiência, garantindo uma boa integração do time. Nesse caso, uma capacitação da equipe pode ser a melhor solução.

Pode ser também que os canais de comunicação estejam comprometidos, de forma a gerar desalinhamento e falta de integração. Para resolver esse problema, é necessário que você colete feedback com os colaboradores sobre as melhores ferramentas para o processo. A partir disso, você pode criar novas estratégias baseadas no que, efetivamente, os colaboradores precisam para se manter integrados.

2. Problemas com os testes

Outra falha em DevOps é relacionada aos testes contínuos. O modelo exige que exista uma testagem contínua e automatizada, de forma a garantir a qualidade dos produtos gerados. Porém, nem sempre é possível implementar isso, o que demonstra uma falha na hora de colocar o DevOps na prática. Para resolver esse problema, você deve criar um ambiente de testes adequado.

Além disso, automatizar testes é essencial para o sucesso da estratégia. Dessa forma, além de garantir a qualidade dos produtos, você ainda aumenta a segurança do processo de testagem. Com testes automatizados, há uma baixa probabilidade de erro humano, sendo que todas as falhas são identificadas e corrigidas rapidamente, de forma coerente com o modelo ágile do DevOps.

3. Não adotar entregas contínuas

Muitas vezes, mesmo após a implementação de DevOps na empresa, as entregas contínuas acabam não funcionando. Esse é mais um indício de falha em DevOps que deve ser corrigida. Afinal, uma outra premissa da estratégia DevOps são as entregas contínuas, juntamente com o monitoramento e os feedbacks contínuos. É exatamente isso que faz com que haja maior eficiência no desenvolvimento dos softwares.

Caso não esteja acontecendo, vá a fundo nos motivos por trás desse problema. Pode ser que a equipe ainda não tenha assimilado essa nova forma de trabalhar, o que exige também mais treinamento e desenvolvimento para que eles deixem para trás a forma antiga para se dedicar ao desenvolvimento ágil.

4. Problemas na escolha das métricas

Como você já percebeu, são muitas métricas que podem ser utilizadas para mensurar a eficiência da implementação do DevOps na sua equipe. Porém, uma das falhas dessa metodologia são os problemas e a inadequação desses indicadores à realidade da empresa. Isso porque, ao escolher muitas métricas ou indicadores inadequados, você pode acabar distorcendo os resultados do plano de ação.

Pode ser também que você fique sobrecarregado na hora de mensurar os indicadores, investindo mais tempo nesse processo do que em atividades realmente estratégicas. Com isso, toda a implementação do DevOps fica comprometida. A solução para esse problema é simples: escolha bem os seus indicadores e métricas. Para isso, pense em quais problemas a área apresenta e quais são os principais impactos esperados da implementação de DevOps na empresa.

A partir daí, escolha aquelas métricas que efetivamente reflitam esses resultados. Também é importante definir uma periodicidade para mensurá-las, além de documentar todos os resultados encontrados. Dessa forma, você é capaz de comparar a evolução de cada um dos indicadores ao longo do tempo, detectando se as estratégias de DevOps tiveram ou não resultados.

5. Não monitorar o desempenho das aplicações

Por fim, uma outra falha em DevOps é a ausência de monitoramento do desempenho das aplicações. Ou seja, muitas vezes, a equipe se perde em meio a tantos processos, de forma que fica difícil monitorar os resultados de cada uma, assim como as alterações que são realizadas nos projetos ao longo do tempo.

O risco desse tipo de falha é se perder em meio ao trabalho de tantas pessoas em um mesmo projeto. Pode ser alguém realize uma alteração inadequada e, sem o controle adequado, você não consegue identificar qual foi ela e, nem mesmo, em qual parte do código ela foi realizada.

Portanto, corrigir esse problema é essencial para garantir a aplicação do DevOps de maneira correta. Para isso, é necessário que você utilize ferramentas de controle de versão de software de forma a garantir que todas as alterações realizadas nos projetos sejam documentadas e acompanhadas adequadamente.

Quais os benefícios de se corrigir as falhas e adotar o DevOps de maneira adequada?

Com o entendimento das principais falhas em DevOps que podem ocorrer na sua empresa, fica o questionamento: quais são os benefícios de, efetivamente, adotar essa metodologia de maneira adequada? Saiba que ela pode trazer uma série de vantagens, tanto para o time de TI quanto para a empresa como um todo. Descubra agora os principais benefícios de adotar o DevOps sem falhas na sua empresa!

Reduz os custos operacionais

Em primeiro lugar, ao implementar o DevOps de maneira correta na sua empresa, é possível reduzir os custos da área de TI do negócio. Isso porque as estratégias de DevOps melhoram o trabalho da equipe como um todo, que passa a gerar mais e melhores resultados, utilizando menos recursos. Portanto, é possível aumentar a produtividade do time, sem a necessidade de aumentar os recursos e o investimento financeiro do setor.

Agiliza a produção de TI

O DevOps é uma estratégia derivada das metodologias ágeis, desenvolvidas para as empresas nos últimos anos. Dessa forma, um dos principais objetivos é reduzir o tempo de produção no time de TI. Com ele, a sua equipe fica mais rápida, sem perder em qualidade de trabalho.

Reduz o número de erros

Quando se fala em TI, os erros são um dos grandes problemas da área. Eles podem ter diversas fontes, como falta de atenção dos membros do time, testes inadequados ou modificações realizadas sem o acompanhamento da equipe como um todo.

O DevOps atua na eliminação das principais causas de erros da equipe, permitindo que eles sejam reduzidos. Isso porque essa estratégia exige que você adote metodologias e ferramentas automatizadas, que identificam e previnem os erros da equipe. Além disso, também aumentam a segurança dos sistemas desenvolvidos pela sua empresa, evitando ataques cibernéticos e DDoS.

Coloca a sua empresa à frente do mercado

DevOps é a nova tendência na área de TI — juntamente com as questões de inteligência artificial e Deep Learning. As empresas que adotam essa estratégia estão gerando mais e melhores resultados e, com isso, se destacam dos concorrentes devido à agilidade e qualidade dos produtos. Portanto, quando você adota o DevOps de forma adequada, sem falhas ou erros, é possível colocar a sua empresa à frente do mercado, criando um diferencial competitivo que faz com que ela se destaque.

Entender quais são as principais falhas em DevOps é essencial para garantir que você adotou essa metodologia de forma eficiente. Agora que você já sabe quais são elas e como corrigi-las, implemente o DevOps de forma eficiente dentro da empresa e aproveite todos os benefícios que ele pode trazer, tanto para a área de TI quanto para a organização como um todo!

Quer aprender mais sobre DevOps? Conheça nosso curso DevOps Master e entenda como ele funciona e porque contratá-lo agora mesmo!