Uma boa gestão de tecnologia da informação perpassa uma série de questões que vão muito além da simples gerência das rotinas cotidianas dentro do escritório: a qualificação atualizada, busca por novas tecnologias e, também, a observação de pesquisas e documentações geradas por empresas sérias e de grande credibilidade no mercado.

Nessa última seara, uma das organizações mais importantes e com reputação impecável é a Gartner. Realizadora de pesquisas importantes na área e prestadora de consultoria, é um importante ponto de referência para os gestores que desejam potencializar os resultados de seus negócios e se tornar imbatíveis no mercado de TI.

Neste conteúdo você compreenderá melhor o que é o Gartner e sua importância para o setor. Também verificará os principais documentos e relatórios gerados pela empresa e saberá um pouco mais sobre cada um deles. Por fim, compreenderá os benefícios de acompanhar esses documentos e compreenderá como a organização pode auxiliar você a revolucionar o fazer do seu negócio.

Portanto, continue lendo e saiba mais sobre esse tema e auxilie o crescimento sustentável da sua empresa.

A importância da Gartner no mercado de TI

Um ponto que é consensual para todos os profissionais da área: o mundo da Tecnologia da Informação anseia sempre por inovações e novidades, sempre em busca de um futuro cada vez mais próximo da perfeição para o setor. Afinal, como o próprio nome já propõe, se trata de “tecnologias” e, como tal, não pode ficar estagnada ou operando com soluções antiquadas, que não respondem mais aos anseios e demandas das práticas realizadas na área como um todo.

Assim, a busca incessante por inovação não pode ser impedida. É necessário que os gestores estejam sempre buscando a melhora contínua do fazer no mercado de TI, não só para o próprio crescimento, mas para ver a própria evolução do setor ao longo do tempo. A melhor forma de conseguir alcançar isso, além das práticas cada vez mais sofisticadas, é por meio de pesquisas de mercado. Afinal, como saber para onde ir se você não sabe qual é a atual situação, o que seus clientes anseiam e quais são as tendências do futuro para a área?

O Gartner surge, assim, como uma aliada importante dos empreendedores do ramo de tecnologia. Os grandes gestores e talentos tecnológicos estão sempre acompanhando os documentos elaborados pela empresa como uma forma de se atualizarem e aplicarem as informações oferecidas por eles em seus negócios e no seu próprio fazer laboral.

A empresa foi criada na década de 1970, por Gideon Gartner e surge com a proposta de realizar pesquisas, consultorias e eventos no mercado de tecnologia. Sua ideia é a criação de conhecimento que facilite a o processo decisório de seus clientes — atualmente, cerca de 10 mil instituições e empreendedores enxergam a necessidade de terem uma consultoria de peso em seu dia a dia.

A consultoria conta com mais de 4 mil profissionais em diversos países e está sediada nos Estados Unidos, no estado do Kentucky. Um dos seus principais objetivos é auxiliar os gestores da área a tomarem decisões no dia a dia. Assim, estão constantemente em observação nos pontos sobre tecnologias, execução de programas, levantamento de soluções e publicando isso para seus respectivos aliados, de forma a tornar seus clientes mais eficientes. Só por isso e pela dimensão da empresa no mercado já daria para percebermos a importância dela para o setor de TI, não é mesmo? Porém isso ainda vai mais além.

A empresa observa e identifica grandes tendências de futuro, que normalmente são replicadas em outras organizações da área. Por exemplo, documentos da Gartner apontam tendências de tecnologias que auxiliarão na composição do trabalho integrado entre humanos e máquinas, como inteligência artificial democratizada, ecossistemas digitalizados, “do it yourself” fortalecido, experiências imersivas e transparentes e infraestrutura onipresente.

Diante dos resultados do relatório, as empresas especializadas passam a ficarem atentas para as soluções que implementem essas tendências e passam a aplicá-las em seus negócios. Essa é uma das grandes forças da Gartner, aquilo que ela aponta como tendência, de fato, se torna algo extremamente utilizado e fortalecido no mercado. A empresa também aponta grandes oportunidades de negócios, oferecendo conselhos úteis e importantes para seus clientes, a fim de que sigam os melhores caminhos e conquistem os objetivos traçados.

Todas as empresas sérias do setor, mesmo que não sejam clientes da consultoria, ficam atentos aos documentos e pesquisas publicadas, pois sabem que tudo que é indicado pela organização é de boa qualidade ou se transforma em realidade.

Por exemplo, um estudo do Gartner aponta que o uso da nuvem será praticamente um pré-requisito para as organizações até 2020. E a tendência é que isso, de fato, se consolide. Hoje são raras as empresas que não utilizam a nuvem em alguma medida, se tornando tão vital quanto foi a adoção da Internet para as organizações no final do século XX.

Principais documentos e relatórios gerados pela Gartner

Como falamos acima, o Gartner é uma organização focada em consultoria e pesquisa. Recorrentemente há uma série de publicações de documentos e relatórios com as análises realizadas pelos seus analistas, mostrando o que há de melhor no mercado no setor de TI. Por isso é essencial saber quais são os principais documentos e relatórios publicados periodicamente, para que possa acompanhá-los e verificar suas informações e como podem agregar positivamente para seu negócio.

É importante ressaltar que a Gartner é uma companhia isenta. Ela não endossa ou indica nenhum fornecedor ou serviço em suas publicações de pesquisa. Sua função é apenas avaliar a situação atual do mercado e apontar os pontos fortes e fracos de cada solução e empresa de destaque, aconselhando os usuários de tecnologia a optarem pelos melhores parceiros.

Relatório Cool Vendors

Criado em 2013, é uma pesquisa que vem sido elaborada pela Gartner como uma forma de buscar as organizações do ramo que apresentam soluções inovadoras no mercado de TI. Os analistas internos da empresa realizam as indicações todo mês de janeiro.

Para que possam ter chance de serem considerados pelos analistas, as organizações de TI precisam cumprir alguns requisitos que classifiquem os criadores como “legais” (cool):

  • inovação: quando as soluções criadas pela organização que deseja ser indicada fazem coisas que antes eram impossíveis, se tornando verdadeiras novidades no mercado;
  • impacto: os produtos devem ter grande impacto comercial, garantindo lucratividade para seus respectivos criadores. Assim, o critério impacto de inovação não basta apenas — é preciso que a solução seja rentável;
  • intrigante: as tecnologias têm que ser capazes de chamar atenção dos analistas do Gartner no último ano.

Para as empresas que estão buscando se inspirar nas grandes organizações do mercado, acompanhar a pesquisa é uma forma de identificar quais são os pontos inspiradores para que possa adotar em seu negócio. Além disso, o Cool Vendors é um importante indicador de possíveis parceiros para seu negócio. Por exemplo, uma empresa que tenha sido eleita pode ter uma inovação importante que seu negócio precisa para determinadas aplicações e, assim, conseguir o crescimento e o resultado esperados.

Quadrante Mágico

Outra pesquisa divulgada anualmente pelo Gartner, é uma representação gráfica de como está a área no presente período, analisando as empresas do mercado. Segundo os critérios da pesquisa, as organizações participantes da pesquisa são divididas nos seguintes quadrantes:

  • líderes: as empresas que estão ditando as regras do jogo no seu segmento específico, com tecnologias de ponta e uma visão de mercado mais madura e consistente, conduzindo seus projetos com maestria e qualidade;
  • desafiadores: na pesquisa estão em segundo lugar em comparação com os líderes. São aquelas com grande potencial de crescimento e que já conquistaram uma boa parcela do mercado, tendendo a se tornar líderes futuramente;
  • visionários: foca nas empresas que estão direcionando seus esforços para pesquisas e desenvolvimento. São aquelas que estão de olho nas tendências futuras, tendem a se destacarem, mas ainda não têm o poderio tecnológico para estar nas categorias acima;
  • concorrentes de nicho: aqui se enquadram as empresas que atendem a demandas específicas do mercado de TI, altamente especializadas. Por exemplo, companhias que estão estritamente focadas em HD’s SSD e que se diferem de outras do mercado que não são tão especializadas assim.

Essa é uma pesquisa bastante interessante não só para saber quais são as principais organizações da área e que podem inspirar você a crescer tal como eles, mas também para saber identificar quais podem ser seus grandes parceiros futuros, a fim de atender demandas gerais e específicas.

É um dos relatórios protagonistas da empresa, que também aponta qualidades e possíveis falhas das grandes organizações do setor de tecnologia. Muitas das gigantes estão presentes nos relatórios apresentados pela empresa, como a Microsoft, Liferay, Google e a Amazon.

É importante frisar, mais uma vez, que nenhuma das empresas atua indicando seus nomes para os relatórios. Os analistas da Gartner realizam, de forma independente, as verificações com os principais nomes do mercado e, assim, indicam aqueles que realmente confiam e veem potencial nas categorias que listamos acima.

Assim, é possível verificar se uma determinada solução que o seu negócio deseja implementar (como plataformas de computação em nuvem) são devidamente aprovadas pela empresa pesquisadora, avaliando as possíveis falhas e pontos positivos dela. Caso as soluções apontadas tenham mais contras do que prós, você poderá evitar um grande prejuízo para seu negócio.

Demais documentos e pesquisas

Além dos dois documentos que citamos acima, a empresa também publica, recorrentemente, uma série de outros documentos e pesquisas que são fundamentais para que as outras acompanhem e consigam crescer constantemente. Há, normalmente, duas linhas de atuação no campo de pesquisa da Gartner: inovações e tendências em soluções e pesquisas sobre o que fazer na área de TI, normalmente relacionado com questões internas das empresas.

Por exemplo, no final de 2018, a empresa publicou uma pesquisa realizada com mais de 3000 CIOs e apontou um amadurecimento do setor, apontando a entrada na Terceira Era de TI, saindo da fase experimental para aplicações em escala massiva. O levantamento é publicado anualmente e é fruto da pesquisa realizada com os principais líderes de TI do mundo.

Outro exemplo de pesquisa relevante publicada por ela foi o levantamento no qual a Gartner indicou cinco prioridades para as empresas escolherem seus fornecedores em nuvem. Devido ao aumento da procura por esse tipo de plataforma, a organização se viu no dever de indicar quais eram as questões que deveriam ser observadas de antemão.

Segundo o próprio Diretor de Pesquisa Sênior do Gartner Inc., é essencial esse tipo de pesquisa, pois “ainda mais porque, em alguns anos, essas companhias não vão querer olhar para trás com pesar, uma vez que as escolhas definidas agora podem ter um impacto duradouro também no futuro”. Assim, a empresa elegeu 5 critérios fundamentais a serem observados:

  • recursos e características das principais ofertas dos fornecedores de nuvem;
  • entender como as ofertas das plataformas se comparam no que concerne a requisitos e critérios;
  • verificar questões importantes para reduzir riscos de segurança e conformidade;
  • verificar se a plataforma possui uma estrutura de plataformas de gerenciamento de nuvem modernas e atualizadas;
  • conhecer as opções de arquiteturas para aplicar uma governança eficiente dos serviços em nuvem.

Uma outra pesquisa, ainda mais impactante, publicada pela Gartner esse ano, aponta que metade dos talentos de TI presentes nos governos estatais ocupam funções que não existem em cenários de novas soluções tecnológicas. O estudo aponta que 80% dessas soluções serão suportadas utilizando um modelo XaaS (“Tudo como serviço”) até 2023.

Com esses três exemplos é possível perceber que a consultoria cumpre um papel de verdadeira autoridade no campo de TI, apontando grandes parceiros e, também, importantes tendências que devem ser seguidas pelas empresas que querem se tornar líderes e se destacarem no mercado. Afinal, são 4 décadas de experiência e consolidação da sua reputação no mercado, com um trabalho sério e respeitável e coerente com as tendências da área. Afinal, todas as pesquisas e tendências apontadas pela empresa se mostraram realidades e são aplicadas no setor, mostrando que os analistas são impecáveis em suas avaliações e análises.

Benefícios de acompanhar os documentos oferecidos pela Gartner

Com tudo que falamos acima, já é possível perceber alguns pontos que reforçam a importância de acompanhar os documentos oferecidos pela Gartner por parte da sua empresa. Contudo, se ainda não ficou tão claro o quanto isso é imprescindível, vamos apontar as principais vantagens para você.

Atualização sobre tendências do mercado

O mercado de TI é muito ágil e dinâmico — é uma tendência da natureza do setor. Afinal, estamos falando de um setor tecnológico, então logo algumas soluções se tornam obsoletas e outras nascem e ascendem consideravelmente rápido.

E a nova era não permite erros ou atrasos. As empresas que ficarem para trás dificilmente conseguirão se recuperar a tempo para que possam conseguir se tornar competitivas novamente. Lembre-se, também, que por ser um mercado aquecido, recorrentemente novas organizações, com ideias inovadoras e muito potencial, estão surgindo. Ou seja, é necessário ficar atento para não perder espaço para seus concorrentes diretos e indiretos.

Por isso é essencial que os gestores da área de TI estejam sistematicamente em busca das novas tendências do mercado, avaliando quais são as novas tecnologias que estarão em alta nos próximos anos e quais tecnologias antigas estão entrando em desuso, buscando substituí-las o quanto antes para atender as novas dinâmicas do mercado. Assim sua organização se torna mais competitiva a longo prazo e consegue se destacar dos demais concorrentes que não estão de olho nessas questões cruciais para a vitalidade das organizações.

Lembre-se sempre que trabalhar com tecnologia é estar em constante vigilância sobre tudo que há de mais novo e moderno no mercado. Então fique atento não só aos documentos e pesquisas da Gartner, mas também em outras empresas do mesmo segmento no mercado.

Atualização sobre novas formas de fazer TI

A Gartner não se preocupa apenas com tendências tecnológicas, mas com o próprio fazer do TI. Novas formas de produção, novas dinâmicas dentro do ambiente empresarial, divisões de trabalho, entre outros pontos são apontados em seus relatórios e pesquisas, como uma forma de tornar o setor mais produtivo e eficiente a longo prazo.

Por exemplo, ao apontar, em pesquisa, sobre a importância dos CDOs (Chief Data Officers) até 2021, ela está falando de dinâmicas internas nas organizações de TI e o papel crítico dos profissionais que realização a inovação orientada por dados, bem como indicam quais são as principais características que uma pessoa que ocupará esse cargo deverá ter.

Assim, se sua organização deseja se modernizar não só nas soluções e inovações aplicadas, mas, também, conseguindo otimizar rotinas internas e melhorando as relações entre colaboradores e entre funcionário e trabalho, todos saem ganhando. E acompanhar as pesquisas do Gartner nesse quesito é fundamental para o processo de modernização das empresas. Como a própria pesquisa da empresa apontou, estamos entrando em um momento de maturidade da área como um todo e, por isso, é essencial que as instituições se modifiquem e ajam de acordo com o novo cenário.

Seleção de novos parceiros

Toda empresa de TI, inevitavelmente, trabalha com parceiras. Afinal, é impossível que elas deem conta de todos os aspectos internos necessários para que possa crescer e oferecer seus serviços de forma eficiente.

Por exemplo, sua empresa pode precisar encontrar um parceiro de plataforma em nuvem para a elaboração das soluções do negócio. Porém, como encontrar um que seja confiável e que ofereça as funcionalidades e segurança necessários para conseguir gerar as soluções desejadas pelo seu negócio?

Uma das soluções é acompanhar, justamente, os documentos da Gartner. Como mostramos acima, o “Quadrante Mágico” é um aliado essencial para esse tipo de escolha. Basta que você encontre os parceiros indicados como líderes nesse quesito, avaliando o que a pesquisa aponta como pontos fortes e fracos. Além disso, recorrentemente a consultoria também aponta quais são os itens que devem ser avaliados caso a caso, como uma forma de certificar-se de que estará, mesmo, tomando a decisão correta para sua empresa.

Redução de custos

As tendências que surgem no mercado de tecnologia cada vez mais se voltam para o objetivo de reduzir custos operacionais por meio da otimização de tarefas, o que consequentemente, também, aumentam a rentabilidade, conseguindo um melhor custo-benefício para seu negócio. Por isso, é fundamental acompanhar as inovações que estão se tornando tendência na área, por meio das pesquisas publicadas e apresentadas em eventos pela Gartner.

Além disso, ao tomar decisões mais acertadas, principalmente no que concerne a escolha de parceiros, sua empresa evita prejuízos com companhias que atuam de forma errônea ou que não prestem um serviço de qualidade ou, ainda, que estejam aquém das suas necessidades. Por isso, acompanhar os dados e informações publicados por ela pode ser de grande ajuda para minimizar dores de cabeça futuras.

Minimização de erros e riscos para sua empresa

Por meio dos dados oferecidos pelas pesquisas que citamos neste conteúdo (“Quadrante Mágico” e “Relatório Cool Vendors”), bem como outras pesquisas, documentos e relatórios publicados periodicamente pela consultoria, as tomadas de decisões da empresa passam a ser mais bem embasadas.

Afinal, você saberá quais são os melhores parceiros presentes no mercado, quais são as inovações que estão despontando, o que dá certo e, principalmente, o que não dá certo no setor, avaliando uma série de quesitos importantes e necessários para que os investimentos realizados em transformações e inovações internas retornem em lucros e reputação impecável no mercado.

A Gartner é uma das principais empresas aliadas da transformação digital que ocorre no mercado de TI atualmente. E as organizações parceiras que se inspiram nos estudos e pesquisas oferecidas pela consultoria também podem se tornar grandes parcerias.

Nós, da Gaea, estamos sempre acompanhando os principais insights gerados pela organização, verificando documentações e tendo como nossos parceiros as empresas recomendadas nas pesquisas apresentadas. Assim, ao estabelecer parceria conosco, você também contará com o know-how e toda a qualidade das soluções apresentadas pelas organizações indicadas pela Gartner em seus documentos.

Se deseja implementar o que há de melhor e mais moderno em sua empresa de tecnologia, conte conosco. Entre em contato, tire suas dúvidas e veja o que podemos fazer para tornar sua companhia melhor e mais competitiva no mercado.