A cada dia que passa, o mercado fica mais competitivo e demanda mais velocidade sem a perda da qualidade. Inovação não é apenas o desejo de alguns visionários, mas uma necessidade desse mundo moderno. Apesar de tudo, criar novas ferramentas e manter um funcionamento seguro e viável das outras é um verdadeiro desafio.

O TI Bimodal é uma das principais estratégias para alcançar esse sonhado objetivo por todos os gerentes de TI do mercado. Entretanto, uma verdadeira mudança na mentalidade de como trabalhar não é feita com uma simples reunião em um dia de trabalho. Entre as melhores ferramentas para estabelecer essas relações, o DevOps sempre se destaca com o argumento de trazer mais velocidade para as áreas de desenvolvimento e operação.

Mas é claro que velocidade não é tudo! Separamos alguns motivos que mostram o verdadeiro avanço que o DevOps proporciona na sua empresa: a melhoria da qualidade de desenvolvimento.

A união faz a força

A principal inovação do TI Bimodal está em sua própria definição: dois modos diferentes de trabalhar com a Tecnologia da Informação, que podem ser usados de acordo com a necessidade. De um lado, temos o modo tradicional, responsáveis por cuidar, dentre outros fatores, da segurança, da aderência e da adaptação da tecnologia ao seu negócio. De outro, um modo mais moderno e experimental, que possa se adaptar rapidamente às mudanças do mercado, funcionando com a mesma liberdade de uma startup — mesmo que não siga hierarquias legitimadas.

Já o DevOps é a ponte que torna possível e ágil essa troca a partir de uma outra união: a equipe de desenvolvimento de software e a de operações de TI trabalham juntas nessa metodologia. Substituindo a burocracia existente nessa relação por uma nova filosofia de união, aceitação e inovação, a ideia é flexibilizar a produção de software, fazendo com que versões sejam lançadas de forma mais rápida, problemas sejam identificados continuamente e, claro, tornando a qualidade do software e o custo para produzi-los duas grandezas inversamente proporcionais: melhores programas, gastando menos!

Integração humana e digital

Talvez a consequência mais direta da implantação do TI Bimodal a partir do DevOps seja a integração entre duas equipes que, mesmo influenciando a outra, não trabalhavam realmente juntas. A partir desse momento, TI não é mais um custo, mas sim um verdadeiro parceiro. Com um maior diálogo entre as áreas, a resolução de problemas é feita pela opinião de vários profissionais, além de dar margem a possíveis inovações que possam surgir com uma outra visão do caso.

Os próprios programas feitos nesse modelo têm uma integração não vista em métodos mais tradicionais. Como a programação tem que ser feita de forma modular, é possível que diferentes pessoas, com formações e focos diferentes, possam fazer melhorias e correções sem atrapalhar todo o desenvolvimento. Uma otimização de tempo, código e dinheiro para focar no real objetivo de tudo isso: um crescimento exponencial da qualidade.

Códigos feitos aos poucos

Em procedimentos tradicionais, o lançamento de novas versões de um software demora alguns meses. Entretanto, devido à integração que o DevOps proporciona, esse tempo entre uma versão e outra se reduz a alguns dias (ou até mesmo algumas poucas horas). O aumento da velocidade torna a sua empresa ainda mais competitiva, não apenas capaz de resolver possíveis problemas do seu cliente com mais eficiência, mas também de se reinventar e seguir tendências que o mercado apresentar, aumentando a qualidade desses pequenos ciclos de desenvolvimento.

Para que isso ocorra em harmonia com a programação modular já citada, a transferibilidade é uma das características fundamentais de um código feito em meio ao DevOps. É por isso que tudo que é produzido nele tem uma documentação muito maior do que os feitos em outros ambientes. Mais informações permitem que as equipes entendam mais o que está sendo feito em cada parte do desenvolvimento e/ou das operações de TI. Além disso, os fatores de risco podem ser mais bem calculados com mais registros.

Menos erros e mais recuperações

A integração feita pelo DevOps também tem como consequência direta a diminuição dos erros nos softwares de equipes que utilizam essa metodologia. Várias empresas que o adotaram relatam a facilidade de encontrar as falhas e se reabilitar após grandes problemas técnicos ao usar essa filosofia para gerenciar seus processos. Colocando no papel, essa melhora chega a ser, em média, de mais de 1000% na agilidade de constatar e corrigir defeitos.

Essa realidade parece impressionante e até mesmo utópica, não? Na verdade, eles são apenas reflexo de uma correta utilização do DevOps. Aumentar a comunicação entre profissionais de TI e desenvolvedores permite saber o que cada um desses grupos está fazendo mutuamente e, auxiliados por ferramentas de automação, é possível detectar as falhas de forma mais prática. Tais relações, por serem mais fluidas que as tradicionais, também são traduzidas em recuperações mais eficientes.

Testes contínuos e automatizados

Dentro de um sistema com um fluxo tão dinâmico de processos, o ato de testar não pode ser apenas um corretivo: na cultura DevOps, testar a partir das pequenas partes do software é um verdadeiro hábito para manter a qualidade do seu desenvolvimento. Reflexo da programação modular, a ideia é focar em rotinas menores e ver quais problemas delas influenciam na performance do sistema como um todo.

Automatizar é outra ferramenta fundamental para o bom funcionamento da metodologia DevOps. Para minimizar ainda mais os erros humanos que possam surgir, principalmente durante as baterias de teste, a ideia é usar ferramentas de alta tecnologia e performance para realizar esses trabalhos. Com isso, as equipes têm seus esforços voltados para tarefas que necessitam de pensamento humano, maximizando ainda mais o trabalho realizado durante o processo.

Como se pode ver, implantar um sistema de TI Bimodal a partir da filosofia DevOps não é simples, mas altamente recompensador, dentre outros fatores, pela melhoria considerável e crescente da qualidade de desenvolvimento da sua empresa.

O seu grande negócio precisa de soluções eficientes como essa? Confira o nosso e-book com um Guia rápido de implantação de TI Bimodal com DevOps!